Muso do Bloco da Preta, fotógrafo André Nicolau pede namorado em casamento

Livia Neder
1 / 2

WhatsApp Image 2020-02-16 at 11.35.00 AM.jpeg

Marcelo Henrique e André: casamento próximo

O Bloco da Preta, que acontece no Centro do Rio na manhã deste domingo, reservou emoções que foram além da euforia com o carnaval. Muso do bloco, o fotógrafo André Nicolau surpreendeu o namorado Marcelo Henrique do alto do trio e o pediu em casamento, tendo centenas de milhares de foliões como testemunhas da união do casal.

— Esse bloco é também um ato de amor. Precisamos falar de amor e falar que podemos no casar — disse o fotógrafo, emocionado, que terá a amiga Preta Gil como uma das madrinhas do casamento.

Com a expectativa de ter levado 200 mil foliões na manhã deste domingo pelas ruas do Centro, o Bloco da Preta homenageia as mulheres que inspiram. Em uma parceria com quatro blocos femininos convidados, a cantora e atriz Preta Gil promete emocionar o público com uma mensagem de empoderamento. A participação contará com os blocos Mulheres de Chico, Mulheres Rodadas, Samba que elas querem e Bloconcé. Juntas, cantarão uma marchinha de Chiquinha Gonzaga.

Com a missão de fazer um carnaval histórico dando o recado do empoderamento feminino, é a primeira vez que o Bloco da Preta faz uma cerimônia de abertura no chão. Representante do bloco Mulheres Rodadas, Renata Rodrigues também destacou a importância da união do blocos de mulheres no carnaval:

—  Acho muito bacana essa iniciativa da Preta de unir as mulheres que fazem carnaval porque a voz dela ecoa longe. Sabemos da dificuldade de colocar o bloco na rua, cada um com sua proporção. Ontem mesmo um bloco Maria vem com as outras foi impedido de desfilar no Centro — disse Renata.

Para Silvia Duffrayer, do Samba que elas querem, a mensagem é de revolução feminista.

— Estamos em um momento de revolução em que as mulheres estão se recolocando na sociedade. É muito importante que o povão saiba disso. Um bloco grande como o da Preta tem esse poder de transmitir essa mensagem.

Aline Cunha, do Mulheres de Chico, afirmou estar honrada com o convite.

— Carnaval é resistência. Mais do que nunca nós mulheres precisamos unir forcas e resistir.