Myke Tyson não será acusado por agredir passageiro devido à ‘conduta da vítima’

Myke Tyson não será acusado criminalmente por agredir um passageiro do voo em que estava no mês passado. A atitude do ex-lutador foi considerada legítima devido à “conduta da vítima”, segundo o portal britânico “The Sun”. Na decisão judicial, o promotor do condado de San Mateo levou em conta as ações de Melvin George Townsend antes da confusão e optou por não apresentar acusação contra Tyson.

Apesar de ter contratado um advogado e tentar apresentar uma queixa, Townsend decidiu não abrir um processo contra Tyson, por conta da admiração pelo ex-atleta.

Tyson foi filmado agredindo um homem dentro de um avião no dia 21 de abril deste ano, conforme mostra um vídeo divulgado pelo portal "TMZ". Segundo o relato de um passageiro, o lutador de 55 anos, num primeiro momento, tratou bem as pessoas que o cumprimentavam e chegou a aceitar tirar uma selfie com ele enquanto embarcavam.

Representantes do ex-lutador afirmaram na ocasião que o passageiro havia jogado uma garrafa de água em Tyson antes de sofrer a agressão. O homem, que se sentou atrás de Tyson na aeronave, teria ficado “excessivamente animado” e quis continuar a conversar com ele. O lutador então teria pedido que o passageiro relaxasse, mas o homem não parou, e Tyson teria se irritado, reagiu socando-o no rosto várias vezes.

Em seguida, Tyson teria se retirado da aeronave, enquanto a vítima recebeu atendimento médico e depois foi à polícia. As autoridades, porém, ainda não se pronunciaram sobre o episódio, nem os representantes de Tyson.

O caso ocorreu num avião programado para viajar da Califórnia à Flórida, nos EUA. Não ficou esclarecido se Tyson completou o trajeto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos