Não à venda de mamíferos selvagens vivos

Várias entidades internacionais, incluindo a Organização Mundial da Saúde, pediram nesta terça-feira a suspensão no mundo inteiro da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos, devido aos riscos de transmissão ao ser humano de novas doenças infecciosas. Em um comunicado, as organizações destacaram que os animais são a fonte de mais de 70% das novas doenças infecciosas em humanos.