Não deu: após sete meses de adiamento por torcida, clássico basco na final da Copa do Rei será com portões fechados

·1 minuto de leitura

Final amargo para aqueles que esperavam a presença do público no clássico entre Athletic de Bilbao e Real Sociedad, pela final da Copa do Rei de 2020. Nesta quinta-feira, a federação espanhola confirmou que a partida, marcada para o dia 3 de abril, terá portões fechados, por "risco moderado" em meio à pandemia do novo coronavírus

Originalmente prevista para ser disputada em agosto do ano passado, a decisão foi adiada e remarcada para o ano seguinte após pedidos dos clubes para jogarem com torcidas. Pelo apelo da partida e um cenário que até então parecia positivo, a federação esperava que esta fosse a primeira partida com público desde o início da pandemia.

Até algumas semanas, esperava-se que fosse liberada de 20 a 25% da capacidade do estádio de La Cartuja, em Sevilha. Alguns veículos de imprensa da Espanha chegaram a noticiar a liberação, mas ela acabou não se concretizando.

"A situação atual com o vírus e as medidas de restrição de viagens, que incluem a região da Andaluzia e a província de Sevilha, significam que não é viável para que torcedores que não vivam na província venham ao jogo", explicou o ministério da saúde da região da Andaluzia, em comunicado.

Vale lembrar que a decisão da edição 2021 do torneio acontece poucos dias após a final do dia 3. No dia 17, Barcelona e o próprio Athletic de Bilbao decidem, também em Sevilla, quem fica com o título da competição. Ainda não há decisão sobre presença de público na partida.