Não espere que Putin caia tão cedo, diz autoridade do Ocidente

Por Guy Faulconbridge

LONDRES (Reuters) - O presidente Vladimir Putin foi enfraquecido por sua decisão de invadir a Ucrânia, mas uma mudança no poder no comando da Rússia é improvável em breve devido à natureza autocrática de seu sistema político, disse uma autoridade do Ocidente nesta quarta-feira.

Putin, líder supremo do Kremlin por mais tempo desde Josef Stalin, domina a Rússia há quase 23 anos desde que Boris Yeltsin lhe deu a pasta nuclear no último dia de 1999.

Após mudanças na Constituição em 2020, alguns observadores russos esperavam que Putin governasse até 2036. Mas a invasão de 24 de fevereiro na Ucrânia mudou as percepções.

"Ele foi enfraquecido por este erro realmente catastrófico", disse a autoridade do Ocidente, que falou sob condição de anonimato a fim de falar livremente.

"Estamos vendo os militares russos serem humilhados no campo de batalha pela Ucrânia".

A autoridade disse que a guerra fortaleceu a condição de Estado ucraniana e provocou um novo alargamento da aliança militar da Otan, enfraquecendo assim Putin, que completou 70 anos em 7 de outubro

"As pessoas podem ver que ele cometeu um grande erro", disse a mesma autoridades. "Eles (os russos) não tinham um Plano B - eles pensavam que isso seria realmente fácil."

"Isso tem que significar que as pessoas estão falando mais sobre sucessão, estão falando mais sobre o que vem depois, estão imaginando uma vida além. Mas o que eu não estou fazendo é sugerir que isso será em breve."

A próxima eleição presidencial da Rússia está marcada para 2024. Putin ainda não disse se vai concorrer novamente.