'Não fecho nada', diz Bolsonaro sobre restrições durante a pandemia

André de Souza
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro voltou a reclamar das medidas restritivas adotadas para conter a disseminação do novo coronavírus. As ações estão sendo tomadas por governadores e prefeitos, e enfrentam a oposição de Bolsonaro. O Brasil já passou das 300 mil mortes provocadas pela doença, com o colapso do sistema de saúde e um ritmo lento de vacinação.

Um apoiador disse que empresários estão se matando, ao que o presidente respondeu:

— A política de fechar tudo, né, está matando o pessoal mesmo.

Depois, completou:

— Eu não fecho nada. Eu não fecho nada.

O apoiador disse saber disso, e Bolsonaro finalizou:

— A vida é tão importante quanto a questão do emprego.