Não houve “Simplesmente Amor” quando Trump convidou Emma Thompson para encontro

Emma Thompson sorri durante entrevista em Estocolmo, Suécia 7/03/ 2017. REUTERS/Bjorn Lockstrom

(Reuters) - A atriz britânica Emma Thompson disse que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já telefonou repentinamente para ela anos atrás convidando-a para um encontro.

A estrela de “Simplesmente Amor” recusou.

Emma disse em programa de entrevistas da TV sueca que o incidente bizarro aconteceu durante as filmagens em 1998 de “Segredos do Poder” na Califórnia, quando ela e o ator Kenneth Branagh estavam finalizando seu divórcio.

Um dia, disse Emma, o telefone tocou em seu trailer no set de filmagens.

“Então eu atendi o telefone – ‘Oi, aqui é Donald Trump’”, disse Emma na quinta-feira durante o programa “Skavlan”, da rede sueca SVT. “E eu disse ‘Sério? Posso ajudar em alguma coisa?’, e ele disse ‘Sim, gostaria de saber se posso te oferecer acomodação em uma das minhas torres Trump. Elas são muito confortáveis’”.

Emma, que nunca havia encontrado ou conversado com o então empresário de Nova York, ficou confusa e perguntou o motivo.

"'Então, acho que iríamos nos dar muito bem – talvez jantar algum dia’”, disse Trump, segundo Emma, hoje com 57 anos.  

A atriz disse que “não sabia o que fazer” e disse “já te ligo de volta”.

Ela nunca ligou e disse que nunca encontrou com Trump desde então.

(Reportagem de Jill Serjeant)