'Não queremos prorrogar a CPI', afirma presidente da comissão

·1 minuto de leitura
BRASÍLIA, DF, 11.05.2021: O senador Omar Aziz (PSD-AM) preside a comissão. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 11.05.2021: O senador Omar Aziz (PSD-AM) preside a comissão. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que pretende concluir os trabalhos de investigação da comissão em seu período regimental, de 90 dias, sem prorrogação.

"Queremos terminar a CPI em 90 dias. Não queremos prorrogar a CPI", afirmou.

A fala se deu para justificar mudanças no cronograma da comissão, com o cancelamento de uma sessão desta quarta-feira (2) para discutir o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19. Aziz considerou que o depoimento da médica Nise Yamaguchi já seria suficiente para discutir o tema. Governistas, no entanto, pressionam para que o debate seja realizado em outra data.

Com o cancelamento do debate, a sessão de quarta-feira será dedicada para o depoimento da médica Luana Araújo, que havia sido indicada como secretária de Enfrentamento à Covid, mas nem chegou a assumir o cargo por resistência do Palácio do Planalto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos