Não tínhamos os votos, como ainda não temos, diz Maia sobre não ter pautado impeachment de Bolsonaro

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  01-02-2021 - Rodrigo Maia. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 01-02-2021 - Rodrigo Maia. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse nas redes sociais nesta quinta-feira (13) que não pautou os processos de impeachment contra Jair Bolsonaro (sem partido) durante sua passagem pelo comando da Casa porque não tinha apoio de número suficiente de colegas para que a tentativa tivesse chance de sucesso.

Ele respondeu ao jornalista Claudio Angelo, que apontou que Maia foi o único deputado do DEM a votar contra projeto que flexibiliza regras de licenciamento ambiental nesta quarta-feira (12), mas lamentou que o parlamentar não tenha dado andamento aos pedidos de impeachment.

"Obrigado. Mas, infelizmente, não tínhamos votos para o impeachment (342 deputados), como ainda não temos", escreveu Maia.

Para que um processo de impeachment siga da Câmara para o Senado, 342 parlamentares (dois terços da Casa) precisam votar favoravelmente.