'Não vamos nos iludir por cartinha escrita por Bolsonaro com Michel Temer', diz Boulos em SP

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SÃO PAULO, SP, 02.10.2021: BOLSONARO-PROTESTOS - Manifestantes voltam às ruas neste sábado (2) em protestos pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Na foto, Guilherme Boulos. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 02.10.2021: BOLSONARO-PROTESTOS - Manifestantes voltam às ruas neste sábado (2) em protestos pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Na foto, Guilherme Boulos. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ao discursar no ato da Paulista neste sábado (2), Guilherme Boulos (PSOL) pediu que os manifestantes mantenham os protestos nas ruas contra o presidente Jair Bolsonaro.

"A gente nao pode recuar. Depois do dia de hoje, é momento de avançar, e não de recuar", afirmou o ex-candidato à Presidência em 2018.

"Não vamos nos iludir por cartinha escrita por Bolsonaro com Michel Temer", disse, em referência ao texto divulgado após os atos de teor golpista de 7 de Setembro, considerado um recuo nos arroubos autoritários do presidente.

Boulos, assim como outros políticos que subiram no carro de som ao lado do Masp, defendeu o impeachment de Bolsonaro e, depois, a sua prisão.

Manuela d'Ávila (PC do B) discursou logo após Boulos e fez coro pela prisão do presidente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos