Todo contingente militar russo na Síria votou por reeleição de Putin

Moscou, 19 mar (EFE).- Todo o contingente militar russo na Síria, que soma quase 3 mil soldados, votou pelo atual presidente da Rússia, Vladimir Putin, nas eleições presidenciais realizadas no domingo, informou nesta segunda-feira o vice-ministro de Defesa russo, Nikolai Pankov.

"Todos os militares russos que estão em território da República Árabe da Síria participaram da votação nas eleições do presidente da Rússia. Após a apuração de 2.954 cédulas, 100% dos votos foram para o presidente da Rússia, Vladimir Putin", disse Pankov à imprensa.

A participação entre os militares russos na Síria, suas famílias e pessoal civil russo no país árabe "foi de 99,2%", precisou o vice-ministro.

Os dados anunciados pela Defesa revelam o número exato de militares russos presentes na Síria depois que Putin ordenou a retirada do grosso das tropas desdobradas nesse país, após proclamar a vitória sobre a organização terrorista Estado Islâmico.

Um total de 48 mil militares russos passaram pela Síria desde o envolvimento da Rússia no conflito armado em setembro de 2015, segundo havia informado em dezembro o ministro de Defesa russo, Sergey Shoigu.

Após a apuração de praticamente todas as cédulas, Putin obteve o apoio de 56,1 milhões de cidadãos, superando em 10,5 milhões os votos recebidos em 2012 (45,6 milhões), quando retornou ao Kremlin após quatro anos de trabalho como primeiro-ministro.

O segundo candidato mais votado no domingo foi o milionário comunista Pavel Grudinin, que obteve o 11,9% dos votos, seguido pelo ultranacionalista Vladimir Zhirinovski, com 5,66%. EFE