'Nós deveríamos saber o resultado da eleição na mesma noite', critica Trump

Extra
·1 minuto de leitura

O presidente americano, Donald Trump, voltou a criticar fortemente a decisão da Suprema Corte de permitir uma contagem prolongada das cédulas por correio da Pensilvãnia em até três dias após a data da eleição, que ocorre nesta terça-feira, referindo-se a ela como "uma decisão muito perigosa para nosso país".

— Acho que a decisão da Suprema Corte sobre a Pensilvânia foi infeliz, porque acho que devemos saber o resultado da eleição na mesma noite — disse, em visita à sede de sua campanha presidencial no estado da Virgínia. — Deixe as pessoas votarem mais cedo, mas você precisa ter números, você pode atrasar essas coisas por muitos dias e talvez semanas, você não pode fazer isso.

Trump questionou, mais uma vez, a votação por correio, sugerindo que a modalidade, prevista por lei e ampliada devido à pandemia, pode gerar fraudes. Não há embasamento para essa afirmação.

— Muitas travessuras, muitas coisas ruins acontecem com as cédulas quando você diz 'vamos dedicar dias e dias' e, de repente, a contagem das cédulas muda — afirmou Trump sem base.

Na segunda-feira, ele já havia tuitado sobre o assunto. “A decisão da Suprema Corte sobre a votação na Pensilvânia é MUITO perigosa”, escreveu. “Isso permitirá a trapaça desenfreada e sem controle e minará todo o nosso sistema de leis. Também irá induzir violência nas ruas. Algo deve ser feito!"

Na entrevista coletiva desta terça-feira, Trump também sugeriu que não está preparado para perder, mas que não havia preparado "ainda" um discurso de vitória nem de derrota.

— Com sorte, estaremos fazendo apenas um dos dois e, você sabe, vencer é fácil. Perder nunca é fácil. Para mim não é — declarou.