Número de crianças que não precisam emagrecer tentando perder peso triplicou nos últimos 20 anos

O número de crianças saudáveis ​​que optam por fazer dieta triplicou nas últimas duas décadas. A conclusão é de um estudo realizado pela Universidade de Oxford, no Reino Unido. Estudo constatou também que o número de crianças com sobrepeso tentando emagrecer quadruplicou. Entre jovens obesos, a proporção daqueles que tenta perder peso dobrou no mesmo período..

Para os pesquisadores, o aumento no número de crianças com sobrepeso e obesidade tentando emagrecer é considerado um "sucesso" . Por outro lado, as tentativas entre jovens com índice de massa corporal saudável ​​"levantam preocupações".

Especialistas da Universidade de Oxford chegaram a essa conclusão após analisarem dados de cerca de 34 mil crianças, de oito a 17 anos, que participaram da Pesquisa de Saúde da Inglaterra. A equipe analisou oito ondas da pesquisa nacionalmente representativa entre 1997 e 2016, que questiona os jovens sobre seus hábitos de saúde.

Durante as entrevistas, foi perguntado: 'No momento, você está tentando emagrecer, tentando ganhar peso, ou não está tentando mudar de peso?'. Os resultados, publicados na revista Archives of Disease in Childhood, mostram que mais de um quarto das crianças (26,5%) estavam tentando perder peso em 2016. Em 1998, eram 21,5%.

Entre aquelas com um IMC considerado saudável, a proporção das que queriam emagrecer saltou de 5% quando o estudo começou em 1997 para 14% em 2016. Entre as crianças com excesso de peso, a taxa de tentativas de perder peso quadruplicou no período de duas décadas, de 9% para 39%. As obesas apresentaram o menor aumento, com o número dobrando de 33% para 63%.

No geral, a proporção de crianças tentando perder peso foi maior entre as mais velhas – uma em cada três crianças de 13 a 17 anos, em comparação com uma em cada cinco crianças de oito a 12 anos. A proporção de crianças tentando perder peso foi maior entre as meninas (60%) do que entre os meninos (40%). Mas o aumento ao longo do tempo foi significativo apenas para os meninos, disseram os pesquisadores.

A equipe considera positivo o fato de mais crianças obesas e com sobrepeso estarem preocupadas em emagrecer, mas também alerta que é preocupante "o aumento nas tentativas de perda de peso entre crianças com peso saudável" e sugere que "é necessária maior atenção para direcionar as mensagens de controle de peso adequadamente".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos