Número de mortos por coronavírus na Itália foi inferior a 100 em 24 horas

Mulher caminha no centro de Roma em 18 de maio de 2020

O número de mortos por COVID-19 na Itália caiu abaixo de 100 na segunda-feira, pela primeira vez em dois meses, anunciaram fontes oficiais.

No total, 99 pacientes morreram nas últimas 24 horas na península, de acordo com a Proteção Civil Italiana.

Esse é o saldo mais baixo desde 9 de março (97 mortos) no momento em que o país, atingido pela nova epidemia de coronavírus, iniciou o confinamento.

Segundo o último balanço, 32.007 pessoas morreram na Itália devido ao vírus e quase 226.000 foram contagiadas.

Depois da China, onde o vírus apareceu no final de 2019, a Itália foi por muitas semanas o epicentro global da pandemia, que atingiu principalmente a região rica e industrializada da Lombardia.

Primeiro país a decidir confinar toda a sua população, a Itália permanece traumatizada após dois meses de confinamento, com uma economia debilitada e um grande número de vítimas.

Iniciada cautelosamente em 4 de maio, o desconfinamento foi acelerado nesta segunda-feira, com a reabertura de lojas, cafés, restaurantes e esplanadas, marcando um retorno tímido à relativa normalidade.

"Serão meses muito difíceis e complexos, não devemos ignorar isso", disse o primeiro-ministro Giuseppe Conte, que saiu na segunda-feira para uma curta caminhada pelo centro da cidade.