Número de mortos por Covid-19 nas Américas chega a 1 milhão, diz Opas

·1 minuto de leitura

(Reuters) - Um milhão de pessoas morreram de complicações da Covid-19 nas Américas, que registraram mais da metade dos casos da doença no mundo, disse a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) nesta quarta-feira.

Dois milhões foram infectados na última semana, para um total de 44 milhões, acrescentou.

A diretora da Opas, Carissa Etienne, afirmou que os casos de coronavírus triplicaram em algumas regiões do México, enquanto a Colômbia teve o maior aumento de casos na América do Sul.

A situação hospitalar no Brasil é particularmente preocupante, com três quartos dos leitos de UTI ocupados em muitos Estados brasileiros, acrescentou ela em entrevista coletiva online.

Em Manaus, muitos pacientes aguardam leitos em hospitais sobrecarregados por uma segunda onda de infecções agravada por uma nova variante do vírus detectada ali.

Em toda a América do Norte, há uma pressão crescente sobre a capacidade hospitalar e, em alguns Estados dos EUA, quase 80% dos leitos de UTI estão sendo usados para tratar pacientes com Covid-19, disse Etienne.

As variantes que surgiram na região ou fora dela foram detectadas em 14 países das Américas, segundo a Opas.

Apenas alguns casos das variantes britânica e sul-africana foram encontrados, principalmente em viajantes, e elas não parecem estar se espalhando na região, segundo a organização, embora apareça a variante amazônica que surgiu em Manaus.

(Reportagem de Anthony Boadle)