Sobe para 9 o número de mortos na queda de avião em Porto Rico

Washington, 3 mai (EFE).- Os nove tripulantes que viajavam no antigo avião da Guarda Nacional de Porto Rico que caiu na quarta-feira, no estado da Geórgia, nos Estados Unidos, morreram no acidente, segundo confirmação de fontes oficiais.

O assistente geral da Guarda Nacional de Porto Rico, general de brigada Isabelo Rivera, confirmou o número.

"Nove tripulantes faleceram no acidente, mas até que suas famílias sejam notificadas, não podemos divulgar seus nomes", disse Rivera.

O avião, um Hercules C-130 da Guarda Nacional de Porto Rico, caiu por volta das 11h30 (horário local, 13h30 de Brasília) ao norte de Savannah (Geórgia) pouco depois de decolar.

A aeronave voava rumo ao Arizona para sua retirada de serviço após 60 anos de operação.

Há certa confusão sobre a identidade das vítimas, já que no início foi relatado que viajavam cinco tripulantes na aeronave, e horas depois a Guarda Nacional informou que havia outras quatro pessoas a bordo.

Este acidente acontece em um momento delicado para o Departamento de Defesa americano, depois que recentemente uma investigação jornalística indicou que houve um aumento de 38% no número de incidentes em aeronaves militares ao longo dos últimos cinco anos.

De acordo com a investigação, cuja validade foi reconhecida pelo Pentágono, desde 2013 aconteceram cerca de 5.500 incidentes em aeronaves militares tripuladas, nos quais morreram 133 membros das Forças Armadas. EFE