Na Avenida Paulista, manifestantes pedem a reeleição de Bolsonaro e o impeachment de ministro do STF

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO — Faltando meia hora para o início do evento a favor do presidente Jair Bolsonaro neste domingo nas imediações do Museu de Arte de São Paulo (Masp), três quarteirões da avenida Paulista já estavam tomados pelos manifestantes. Três carros de som visíveis desde o parque Trianon revezam discursos de apoiadores do presidente, entre eles deputados candidatos à reeleição e ex-congressistas. Também estão presentes lideranças evangélicas, os ex-ministros Marcos Pontes e Ricardo Salles, ex-militares e outros grupos que compõem a base de apoio de Bolsonaro.

Entre cartazes e palavras de ordem proferidas, os pedidos mais repetidos eram os de liberdade para o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) e pelo impeachment do ministro do STF Alexandre de Moraes. Muitos cartazes, alguns inclusive em inglês, condenam o que acreditam ser a existência de "presos políticos" conservadores e de uma "ditadura do Judiciário".

O deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado a oito anos e nove meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por ataque à democracia e incitação de violência contra juízes da Corte, e depois indultado por Bolsonaro, é aguardado e deverá subir ao palanque às 17h.

Filha de Roberto Jefferson, a ex-deputada Cristiane Brasil, cantou parte do hino nacional e anunciou a articulação de uma "apuração paralela" para as próximas eleições, alimentando o discurso de desconfiança em relação ao TSE e às urnas eletrônicas, temas comuns a vários pronunciamentos de apoiadores do presidente que tomaram o microfone no carro de som principal da manifestação, em frente ao MASP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos