Na beira dos 50, Gwyneth Paltrow publica reflexão: "Aceito as marcas, pele solta e rugas"

Gwyneth Paltrow em evento no Gaylord National Resort & Convention Center em julho de 2022
Gwyneth Paltrow em evento no Gaylord National Resort & Convention Center em julho de 2022. Foto: Brian Stukes/Getty Images

Resumo da notícia:

  • Gwyneth Paltrow publicou reflexão sobre a idade prestar a completar 50 anos

  • Atriz parou para pensar na trajetória de amadurecimento ao longo das décadas de vida

  • Estrela de Hollywood declarou aceitar as marcas do envelhecimento

Preste a completar 50 anos idade, no próximo dia 27 de setembro, Gwyneth Paltrow usou seu site de saúde e bem-estar para publicar uma reflexão profunda sobre a sua experiência ao chegar na quinta década de vida. Com uma foto saltando de biquini, a estrela de Hollywood falou sobre a passagem de tempo e o processo de autoaceitação.

"Estou tão ligada a esse sentimento de saudade, de promessa - promessa de queda, de algo que está diminuindo - quanto estava há 30 anos. Eu entendo em algum nível que a vida é linear, que eu vivi um número x de dias até agora e tenho mais na cesta debaixo do braço do que no campo diante de mim", iniciou. "Mas há algo sobre a doçura da vida que existe dentro de mim que não muda, que não mudará. É a essência da essência. Parece estar ficando mais gostoso", completou.

A atriz destaca as marcas por queimaduras de forno, um dedo esmagado em uma janela há muito tempo e o nascimento de uma criança, além dos cabelos prateados e as linhas finas. "Enquanto eu faço o que posso para lutar por boa saúde e longevidade, para evitar músculos enfraquecidos e ossos recuados, eu tenho um mantra que insiro naqueles pensamentos imprudentes que tentam me atrapalhar: eu aceito", refletiu.

Aceito as marcas, pele solta e as rugas. Aceito meu corpo e deixo de lado a necessidade de ser perfeita, parecer perfeita, desafiar a gravidade, desafiar a lógica, desafiar a humanidade. Eu aceito minha humanidade"Gwyneth Paltrow

Ao dizer que machucou pessoas sem intenção e decepcionou outras por não ser quem precisavam que ela fosse, Paltrow declarou que se traiu para manter a paz. "Cruzei linhas, cujos pensamentos às vezes me tiram do sono e me suspendem no vazio da vergonha por uma longa e escura noite. As pessoas costumam perguntar: 'Se você pudesse voltar ao seu eu de 21 anos e dar-lhe alguns conselhos ?' Bem, eu conheceria meu limite e me agarraria a ele com mais força do que minha própria vida", afirmou.

"E, no entanto, talvez a questão mais importante seja o que farei daqui para frente. Eu gostaria de recuar um pouco. Eu gostaria de fazer meu círculo menor. Eu gostaria de cozinhar mais o jantar. Eu gostaria de ver mal-entendidos se tornarem entendimentos", completou.

"Eu gostaria de continuar a abrir a parte mais profunda de mim para meu marido, mesmo que isso me assuste. Eu gostaria de cantar mais, mesmo que seja apenas no chuveiro. Gostaria de dizer a todos que tiveram uma experiência negativa comigo que sinto muito. Eu gostaria de me reconhecer plenamente", acrescentou.

"Talvez a lembrança deles não seja apenas de eu estar exultante, nem de eu lamentar as coisas que perdi ou não realizei. Espero que eles possam me perceber sentindo todas as coisas e manter a complexidade dessa noção. Equilibrar as escalas de aceitação e responsabilidade também é uma arte", pontuou.

"E eu realmente não saberei como foi fazer 50 anos até muito mais tarde, quando eu puder refletir sobre isso de uma posição mais alta, talvez em um dos 50 anos [dos meus filhos], com corações cheios e partidos simultaneamente (como é a vida)", concluiu.