Na casa de vidro do 'BBB23', Paula Freitas é católica e recebe apoio de padre: 'Sempre me surpreende'

Moradora de Jacundá, no Pará, a biomédica Paula Freitas, de 28 anos, nunca imaginou que fosse passar pela seleção do "BBB 23", mas contou com o apoio da família e – principalmente da fé - na hora da inscrição. A moça começou a frequentar a igreja católica e chegou ao cargo de liderança no movimento jovem. Agora na casa de vidro, ela recebeu até apoio do seu padre Joandeson Ferreira.

"Eu no trabalho recebo essa notícia de que você está no 'BBB 23'. Você sempre me surpreende. Deus te abençoe sempre minha filha", escreveu ele, ao lado dela numa foto.

Em entrevista ao Gshow, Paula contou que ouviu de Deus que até 2024 teria a chance no "BBB". E não é que ela ouviu certo?

Aos 16 anos, saiu da cidade para estudar em Goiânia e, aos 20, voltou para a terra natal em função das responsabilidades que tinha em casa. Antes da separação dos pais, Paula sofreu ao presenciar as discussões e brigas do casal.

"Eram brigas infernais. Corria para a igreja porque era o lugar que tinha paz. Comecei a ver que via de uma forma mais serena aquilo que estava acontecendo. Foi a minha fé que me ajudou. Com certeza. A perdoar o meu pai, a encarar tudo, a perdoar, a ser mais caridosa", revelou.

Em entrevista, ela contou que tem muito orgulho de sempre ter cuidado da mãe e de ter pagado a faculdade do irmão. Depois de um namoro de seis anos, hoje está curtindo um tempo solteira.

Em entrevista para a Globo, Paula contou que é briguenta e emocionada, mas afirma que com ela "não tem tempo ruim". Revelou também que vê o reality como uma competição valendo tudo ou nada. "Tem gente que quer fama, quer mudar o mundo inteiro; eu só quero esse dinheiro para mudar de vida", declara.