Na esteira de Krajcberg, exposição de brasileiro em Paris alerta para destruição da natureza

“Désormais”, ou “De agora em diante”, é o nome da exposição do artista plástico brasileiro Rodrigo Bueno inaugurada nesta quinta-feira (2) no espaço Frans Krajcberg de Paris. Seguindo o legado de Krajcberg, Bueno visa sensibilizar o público para urgência da defesa da natureza.

Rodrigo Bueno nasceu em Campinas, mas instalou há mais de 20 anos seu atelier “Mata Adentro” em São Paulo, onde trabalha e expõe objetos recuperados nas ruas da cidade. “Désormais” é sua primeira exposição individual na França. “É a primeira vez que eu tenho uma individual em um museu, e em um espaço tão especial quanto o do Krajcberg. O seu legado é muito importante. Caiu como um presente”, diz o artista paulista. Frans Krajcberg, artista brasileiro de origem polonesa, que dá nome à galeria parisiense, alertou e denunciou com sua obra, até o fim de sua vida em 2017, a destruição da natureza.

Désormais” é o resultado de uma residência artística que Rodrigo Bueno fez durante um mês na França, primeiro na região da Bourgogne, no La Panza Nature, e depois no histórico ateliê da Cité Falguière, no bairro parisiense de Montparnasse, administrado pela associação Air Arts. A mostra reúne quadros, pinturas e instalações realizadas durante essa residência artística, que também contou com o apoio da Sam Art projects.

Arte e natureza

“Eu vejo a revolta dele, o protesto da destruição da natureza em nosso país e no mundo inteiro, e a chave do meu engajamento tem sido também arte e natureza”, explica.


Leia mais

Leia também:
"Minha alma é de artista, mas tenho um lado cientista", conta a atriz Dani Valente
Após residência artística em Paris, Rodrigo Braga prepara fotolivro e exposições no Brasil
Brasileiros expõem obras de arte em feira no Carrossel do Louvre, em Paris

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos