Na mira do Boca, Gareca não renova com Seleção do Peru

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Gareca não aceitou reduzir seu salário com a Seleção Peruana e não irá ter seu contrato renovado.
Gareca não aceitou reduzir seu salário com a Seleção Peruana e não irá ter seu contrato renovado. Foto: (KARIM JAAFAR/AFP via Getty Images)

Um dos possíveis nomes levantados pela imprensa esportiva da Argentina como sucessor do, agora, ex-técnico do Boca Juniors, Sebastian Battaglia, o também argentino Ricardo Gareca decidiu por não renovar seu contrato com a Seleção Peruana após sete anos no comando.

Responsável por levar o Peru à Copa do Mundo da Rússia, realizada em 2018, mas também pela queda na repescagem para a Copa do Mundo do Catar, que será realizada entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro deste ano, Gareca teria recebido uma proposta da Federação Peruana de Futebol para que seu contrato fosse renovado, mas o salário reduzido. De acordo com a imprensa do Peru, o treinador que teve passagem pelo Palmeiras recusou a proposta e não continuará no comando da Seleção Peruana.

Leia também:

Gareca, ao lado de outros nomes de referência no mercado da América do Sul, como Martín Palermo, Sebastián Beccacece, Jorge Almirón e Eduardo Domínguez teve seu nome ventilado pelos meios de comunicação dos hermanos para assumir o comando dos Xeneizes, que efetivaram Hugo Ibarra, treinador interino, como comandante da casamata até o fim deste ano.

Renato e Cuca também foram sondados pelo Boca

De acordo com informações do canal de TV argentino especializado, TyC Sports, Cuca teria sido oferecido ao clube de La Boca pelo empresário Sergio Irigoitia, que teria dito que: "Ele está morrendo de vontade de comandar o Boca. Eu trouxe o seu nome para o Conselho e estou aguardando um feedback". Eduardo Uram, empresário do treinador, conversou com a equipe do UOL Esporte e afirmou que a informação veiculada na Argentina não procede.

Já Renato Portaluppi, que falou com a DirecTV Sports Radio, disse que analisaria uma proposta do clube Xeneize: "Se o Boca me chamar, sou um técnico e toda oferta que chegar vou analisar. O Boca sempre me chamou a atenção. É um grande clube, com uma grande torcida".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos