Na quarentena, cresce procura por cursos gratuitos na internet

RIO - Com a crise gerada pela pandemia do coronavírus, muitos brasileiros decidiram estudar. Prova disso é o aumento pela procura de cursos gratuitos em diferentes segmentos, como o de programação e tecnologia.

O Code IoT, do laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico, já registrou a marca de 158 mil inscrições em apenas seis cursos. As aulas incluem temas como Internet das Coisas, programação, eletrônica básica e desenvolvimento de aplicativos para celulares.

Estudantes brasileiros foram os que mais procuraram os cursos do Code IoT. Os outros países na sequência são Índia e Colômbia. Entre os estados brasileiros, São Paulo está no topo, seguido por Rio de Janeiro e Minas Gerais. A faixa etária mais presente é de 18 a 22 anos, mas o Code IoT também recebeu inscrições de pessoas acima dos 53 anos.

Além disso, mais de 1,2 mil professores já participaram do Code Day, uma iniciativa que compõe a agenda do Code IoT e que ajuda a capacitar os educadores da rede pública com cursos voltados para aplicativos, programação e objetos inteligentes e conectados.

— Estamos comprometidos em garantir que a próxima geração esteja preparada para um futuro orientado pela tecnologia. Acreditamos no potencial para alcançar novos patamares de inovação e desenvolver soluções que mudam a sociedade. E este caminho se dá pela educação — explica Isabel Costa, Gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil.