Na terceira tentativa, homem usa cobra venenosa para matar a esposa na Índia

·2 min de leitura
Photograph of Indian cobra. It spreads its hood to show threat. Its also know by name spectacled cobra. The snake is very poisonous. Indian cobra (Naja naja) also known as Asian cobra or spectacled cobra is a species of the genus Naja found in the Indian subcontinent.
Mulher indiana de 25 anos foi morta após marido forçar naja a picá-la (Foto: Getty Images)
  • Marido tentou usar cobras como armas para matar a esposa e conseguiu na terceira tentativa

  • Mulher havia passado 52 dias no hospital após ser picada, mas sobreviveu

  • 15 dias depois, marido dopou Uthra e fez com que naja a picasse de forma fatal

Uthra, uma mulher indiana de 25 anos, morreu em 6 de maio de 2020 após ser picada por uma cobra. Um laudo feito no dia seguinte à morte confirmou que a causa foi, efetivamente, o veneno da naja que picou a mulher – mas, o que se veio a saber depois é que a cobra foi usada como uma arma pelo marido de Uthra.

Segundo informações da CNN, foram três tentativas após o marido conseguir assassinar a mulher com uma cobra. A família dela suspeitou do ocorrido e denunciou Suraj Kumar. Após investigações e o julgamento, o homem foi considerado culpado e condenado à prisão perpétua.

Duas tentativas antes do assassinado

Suraj Kumar e Uthra eram casados desde março de 2018, quando se conheceram por meio de um corretor matrimonial. A família sabia que ela tinha problemas de aprendizagem e procuraram um marido para “cuidar” de Uthra.

A família afirmou que, mensalmente, pagava valores a Kumar, um bancário de 27 anos de família simples. Ele cobrava para cuidar da esposa. Segundo a investigação, em determinado momento, o homem cansou das dificuldades enfrentadas pela esposa.

No total, foram três tentativas de matá-la. A primeira foi em 26 de fevereiro de 2020, quando Kumar comprou uma víbora de Russell e deixou a cobra na escada da casa. Em seguida, ele pediu para Uthra ir ao quarto pegar o celular, com o objetivo de que ela fosse picada. A mulher, no entanto, viu o animal e pediu ajuda.

O homem, então, guardou o animal e dias depois, em 2 de março, fez outra tentativa. Ele dopou a esposa e, quando ela dormia, fez com que a cobra a picasse. Uthra acordou com dores e foi ao hospital. No local, Kumar disse que Uthra havia sido picada fora de casa, quando lavava roupas durante a noite. Ela negou e disse que nunca lavava roupas depois de escurecer.

Na terceira tentativa, marido usou uma Naja

De acordo com a CNN, Uthra teve de passar 52 dias no hospital se recuperando. Quando teve alta, foi para a casa dos pais. Após 15 dias, ela estava de cama, sem conseguir andar, quando o marido a dopou outra vez, quando misturou remédios em um suco.

Desta vez, Kumar comprou uma naja, com veneno mais letal do que o da cobra anterior. Ele jogou a cobra em cima da esposa, mas o bicho não a picou. O homem, então, forçou as presas da naja no braço de Uthra duas vezes. A largura entre as presas foi determinante para que se descobrisse que a picada não havia acontecido de forma natural.

Além disso, segundo a polícia local, najas só atacam se forem muito provocadas. O ataque também aconteceu durante a noite, quando esse tipo de cobra está adormecido.

Kumar foi condenado à prisão perpétua.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos