Na TV, Covas e Boulos focam na periferia e destacam ex-petistas

Dimitrius Dantas
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO — No primeiro programa eleitoral do primeiro turno, tanto o atual prefeito Bruno Covas (PSDB), quanto Guilherme Boulos (PSOL), focaram nos eleitores da periferia da capital. O tucano destacou em sua propaganda os feitos de sua gestão na educação e habitação, sobretudo nos bairros mais pobres da cidade. O líder dos sem-teto, por sua vez, ressaltou a gestão de sua vice, Luiza Erundina, na Prefeitura da cidade entre 1988 e 1992.

Os dois candidatos também aproveitaram a propaganda eleitoral para agradecer os votos recebidos no primeiro turno, quando Covas recebeu 32% dos votos válidos e Boulos, 20%.

No segundo turno, os dois candidatos têm o mesmo tempo no horário eleitoral gratuito: cinco minutos cada um. No primeiro turno, Covas já era o candidato com mais tempo de TV, com mais de 3 minutos. Boulos, por outro lado, tinha direito a apenas 17 segundos.

Em seu programa, o prefeito Bruno Covas lembrou do Dia da Consciência Negra e passou boa parte do tempo destinado a ele para ressaltar algumas obras realizadas durante a sua gestão, como os CEUs, escolas públicas de alto nível, e programas de habitação.

Covas aproveitou para citar a gestão de Marta Suplicy, que governou a cidade de 2001 a 2004, pelo PT. Nessa campanha, entretanto, a ex-prefeita apoia o tucano.

— Quem começou com os CEUs foi a Marta Suplicy. Fizemos 12 e queremos mais 12 nos próximos 4 anos — afirmou.

Outro ponto destacado por Covas foi a construçao de 25 mil unidades habitacionais na sua gestão. O tema é particularmente relevante em razão da atuação do seu adversário como líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST).

Já Guilherme Boulos começou o programa destacando a gestão de Luiza Erundina à frente da capital. Candidata a vice na chapa de Boulos, Erundina foi apresentada como a melhor prefeita da história da capital.

No primeiro turno, apesar de ter recebido 20% das intenções de voto, Boulos não teve o mesmo desempenho em alguns bairros da periferia de São Paulo. Tanto Erundina como Marta Suplicy são bem avaliadas nos bairros mais pobres da capital.

Assim como Covas, Boulos aproveitou o programa para agradecer os votos recebidos no primeiro turno. O candidato do PSOL afirmou que ele e Erundina são a "boa surpresa" dessa eleiçao.

— Agradecer aos mais de um milhão de paulistanos e paulistas que no último domingo apertaram 50 e votaram com esperança. Urna não dá para a gente depositar medo, ódio, é lugar para a gente depositar sonho — afirmou.