Nacionalistas russos se enfurecem após impressionante revés na Ucrânia

LONDRES (Reuters) - Nacionalistas russos pediram furiosamente neste domingo que o presidente Vladimir Putin faça mudanças imediatas para garantir a vitória na guerra da Ucrânia, um dia após Moscou ser forçada a abandonar seu principal bastião no nordeste ucraniano.

Enquanto as forças russas abandonavam cidade por cidade no sábado, Putin inaugurava a maior roda gigante da Europa em um parque de Moscou, enquanto fogos de artifício iluminavam o céu sobre a Praça Vermelha para celebrar a fundação da cidade em 1147.

Em uma mensagem de voz de 11 minutos publicada no aplicativo de mensagens Telegram, o líder checheno Ramzan Kadyrov, um aliado de Putin cujas tropas participam da campanha na Ucrânia, descartou a perda de Izium, um importante centro de suprimentos. Mas ele admitiu que a campanha não estava indo como planejado.

"Se hoje ou amanhã não forem feitas mudanças na condução da operação militar especial, serei forçado a ir à liderança do país para explicar a situação", disse Kadyrov.

O silêncio quase total de Moscou sobre a derrota - ou qualquer explicação para o que aconteceu no nordeste da Ucrânia - provocou uma raiva significativa entre alguns comentaristas pró-guerra e nacionalistas russos nas redes sociais.

(Tradução Redação Brasília, 55 11 5047-2695)); REUTERS BC)