Nadal acerta seu próprio nariz, mas avança no US Open

Rafael Nadal acertou o nariz com a própria raquete durante jogo contra Fabio Fognini. Foto: Corey Sipkin/AFP via Getty Images
Rafael Nadal acertou o nariz com a própria raquete durante jogo contra Fabio Fognini. Foto: Corey Sipkin/AFP via Getty Images

Rafael Nadal teve que deixar sangue em quadra para avançar à terceira rodada do Aberto dos EUA na madrugada desta sexta-feira contra o italiano Fabio Fognini.

O espanhol superou um set contra e uma raquetada que ele mesmo acertou em seu nariz, e apesar de tonto e dolorido, conseguiu mais uma virada épica, vencendo por 3 sets a 1 com parciais de 2/6, 6/4, 6/2 e 6/1 na quadra central de Flushing Meadows, Nova York.

Leia também:

O espanhol, que em 2015 sofreu uma eliminação chocante contra Fognini neste mesmo Grand Slam, teve que ser tratado por um sangramento no nariz no último set, depois que sua raquete o atingiu no rosto após quicar na quadra.

"Fiquei um pouco tonto no começo, um pouco dolorido. Isso só aconteceu comigo com um taco de golfe, não com uma raquete", disse ele com um sorriso e um curativo no local atingido.

"A princípio pensei que tinha quebrado o nariz porque foi um choque, muito doloroso. Foi como perder um pouco da sensibilidade na cabeça", descreveu na coletiva de imprensa.

Este incidente incomum foi o último obstáculo que Nadal teve que enfrentar em um duelo difícil que terminou depois da meia-noite em Nova York. Para se vingar de Fognini, 35 anos, Nadal começou a partida irreconhecível, sem velocidade e precisão nos golpes.

Além das inúmeras lesões que o assombraram durante todo o ano, o tenista mencionou situações pessoais, como o estado de sua esposa, Mery Perelló, grávida do primeiro filho do casal. Com Nadal já nos Estados Unidos, a mídia espanhola informou que Perelló havia sido internada em uma clínica como medida de precaução. "Minha esposa está bem, mas no final são situações mais difíceis de administrar quando você está fora de casa", disse Nadal.

Seu próximo adversário será outro veterano, o francês Richard Gasquet, a quem ele derrotou em todos os seus 17 encontros anteriores. O espanhol vai em busca do seu 23º título de Grand Slam, além de tentar tirar o russo Daniil Medvedev do número 1 do ranking da ATP.