Nadal desiste de participar dos Jogos por não estar 'em condições'

O tenista espanhol Rafael Nadal, número três do mundo anunciou nesta quinta-feira a sua desistência em participar dos Jogos Olímpicos de Londres, onde seria o porta-bandeira de sua delegação na cerimônia de abertura, por não estar "em condições de competir".

"Não estou em condições de competir nos Jogos Olímpicos de Londres e, portanto, não viajarei, como estava previsto, com a delegação espanhola para competir", afirmou em um comunicado o tenista espanhol, que sofre com problemas no joelho.

"Tenho que pensar em meus companheiros, não posso ser egoísta e tenho que priorizar o bem do esporte espanhol, especialmente do tênis espanhol, e deixar que um companheiro melhor preparado, que esteja em condições de competir, jogue", acrescentou o tenista espanhol, que não poderá defender o ouro olímpico conquistado há quatro anos em Pequim.

"Tentei até o último momento em minha preparação, em meus treinamentos, mas não foi possível", insistiu o tenista, afirmando: "Hoje é um dos dias mais tristes da minha carreira, já que um dos meus maiores sonhos era ser o porta-bandeira da Espanha na cerimônia de abertura dos Jogos de Londres".

"Seu joelho continua doendo e por isso ele não está em condições de competir", declarou à rádio Cadena Ser Toni Nadal, tio e treinador do tenista, antes de ressaltar que "a decisão foi dele".

Com o desfalque de Nadal, o mais provável é que o porta-bandeira da Espanha na cerimônia de abertura dos Jogos, no dia 27 de julho, saia da dupla de velejadores Iker Martínez e Xabi Fernández, campeões olímpicos da classe 40er em Atenas-2004 e medalhistas de prata em Pequim-2008.

O tenista, que conquistou o heptacampeaonto em Roland-Garros no início do mês de junho, surpreendeu a todos três semanas depois em Wimbledon, quando foi eliminado na segunda rodada de Wimbledon pelo tcheco Lukas Rosol, então 100º do ranking da ATP.

Depois dessa derrota, médicos diagnosticaram uma tendinite no joelho esquerdo, que levou Nadal a cancelar uma partida de exibição com o sérvio Novak Djokovic marcada para o dia 14 de julho com o sérvio Noval Djokovic, atual número dois do mundo.

"Esta é a pior notícia que poderíamos ter. Rafa sempre foi um exemplo de consistência e tenacidade, o que deixa todo mundo mais triste ainda porque tenho certeza que ele teria ficado encantado em disputar os Jogos mais uma vez. Espero que ele esteja recuperado em breve", declarou o presidente da Federação espanhola de tênis, José Luis Escañuelas.

No torneio de simples, Nadal será substituído por seu compatriota Feliciano Lopez, número 30 de mundo.

A Federação Espanhola ainda não anunciou quem será seu substituto no torneio de duplas, que ele disputaria com Marcel Granollers.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias