Namorada de copiloto desaparecido após queda de avião: 'Espero que esteja bem e seja encontrado em algum lugar

·2 min de leitura

RIO — A estudante universitária Thayla Ares Viana, de 20 anos, namorada do copiloto José Porfírio de Brito Júnior, também de 20, afirmou na manhã desta quinta-feira que tem esperança de encontrar o rapaz. Ele e outras duas pessoas estão desaparecidas desde a queda da aeronave entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ). Thayla afirmou que a última vez que falou com João foi as 20h12 de ontem “quando ele se preparava para voltar”. Duas horas depois ela tentou falar novamente e não conseguiu.

— A última vez que eu falei com ele foi pouco depois das 20h. Ele me disse que estava decolando e logo chegaria em casa. Depois disso eu fui fazer as minhas coisas. Pouco depois das 22h a mãe dele me ligou desesperada dizendo que tinha perdido o contato com o filho. Desde ontem estamos tentando contato e nada. Ninguém nos ajuda — diz a universitária de direito, que completa: — Eu espero que ele esteja bem e seja encontrado em algum lugar.

Na manhã desta quarta, a FAB informou que encontrou destroços de uma aeronave que pode ser às das vítimas.

Questionada se João era o dono da aeronave, Thayla afirmou que a aeronave “foi vendida há alguns anos” para uma terceira pessoa. A universitária não soube dizer quem é o atual proprietário do monomotor. Ela também não soube dizer quem eram piloto e passageiro que estavam no equipamento.

— De fato ele era o dono do avião. Mas, foi vendido há alguns anos. Não sei para quem. Eu também não sei quem era o piloto e o passageiro

Família, amigos e a namorada do copiloto José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos, estão compartilhando na internet mensagens pedindo por notícias do piloto que está desaparecido desde às 21h de quarta-feira. A postagem nas redes sociais informa que a aeronave, de prefixo PP-WRS, com três pessoas, precisou realizar um pouso de emergência sobre a água na região entre Paraty, no Rio, Ubatuba em São Paulo

Equipes da Força Aérea Brasileira localizaram destroços com probabilidade de serem da aeronave desaparecida. Imagens compartilhadas nas redes sociais, na manhã desta quinta-feira, mostram uma poltrona boiando no mar, que pode pertencer ao avião bimotor que caiu em mar aberto entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ), na noite desta quarta-feira.

O avião, modelo PA-34-220T, pertencia ao copiloto, identificado como José Porfírio de Brito Júnior, de 20 anos. A aeronave não poderia fazer táxi aéreo, mas tinha autorização para fazer voos noturnos privados. A vistoria estava em dia. Na manhã desta quarta-feira, o Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico montou uma operação para tentar localizar as vítimas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos