Nanda Costa relembra ameaças por causa de relacionamento: 'Vou fazer isso ou aquilo com você, sua sapatão'

Eduardo Vanini
Nanda Costa

“Imperfeitamente perfeita.” O jogo de palavras, escrito em inglês na camiseta de malha preta usada por Nanda Costa, era a primeira mensagem que ela emitia numa manhã de sexta-feira, ao abrir a porta de seu apartamento, no Leblon. Descalça, com rabo de cavalo e usando calça jeans, a atriz preparou um café e desandou a falar sobre a sua personagem na novela “Amor de mãe”. “A Érica é sempre muito autêntica. Talvez, seja a filha mais parecida com a mãe”, diz, mencionando Lurdes, interpretada por Regina Casé. “É uma menina muito livre, vai aonde o coração mandar.

Seriam atriz e personagem um bocado parecidas? Nanda faz uma pequena pausa para pensar sobre a comparação e devolve uma resposta incerta. “Temos muitos pontos em comum, mas também há diferenças, como a idade, por ela ser mais nova do que eu. Essa coisa do retorno de Saturno, acredite ou não, me trouxe muitas mudanças. Passar dos 29 anos para os 30 foi aquela coisa... ‘uou’”, descreve a atriz, hoje com 33. “Comecei a me importar menos com algumas coisas. Fiquei mais leve, mais livre. Até falar abertamente sobre o meu relacionamento (com a musicista e compositora Lan Lanh) veio depois dessa onda, sabe? E acho que Érica ainda não passou por isso.”

Na trama, a jovem viveu um romance com Raul (Murilo Benício) e agora tem se aproximado de Sandro (Humberto Carrão), que é filho do primeiro, num flerte cujo desfecho ainda é incerto. Com o personagem de Murilo, entretanto, a coisa desandou quando ele começou a cobrar mais do que vibrar pelas conquistas de Érica.

O que faltou no romance da ficção parece ter em abundância na relação de Nanda com Lan. Juntas há seis anos e dois meses, casadas há um, elas seguem em plena sintonia e já planejam filhos. “Temos esse desejo há um tempo, e estamos preparando o apartamento para isso. Morávamos em duas casas e mudamos para cá em maio do ano passado. Já congelei óvulos para esperar o momento certo. Mas, agora, só quero falar de filho quando ele estiver dentro da barriga, depois de três meses de gestação.”

Nanda Costa reflete sobre pressões estéticas na TV: 'Não conheço uma atriz que seja totalmente desencanada'. Leia a matéria completa

Enquanto a maternidade não vem, as duas vivenciam uma rotina de leveza e cumplicidade, muitas vezes, compartilhada pelas redes sociais. Nanda tem 2,6 milhões de seguidores no Instagram, e Lan, 249 mil. Por lá, não é raro vê-las curtindo um dia de praia, se jogando em festas, trocando beijos e declarações apaixonadas ou simplesmente cortando um mamão no café da manhã. “Demorei 20 anos para me aceitar e viver meus amores. Lembro de contar para a família, e meu avô dizer: ‘Está tudo certo. Mas sua mãe e sua avó vão levar o tempo delas para entender isso’”, comenta a atriz.

Desde que tornaram a relação pública, as duas passaram a receber muitas mensagens com desabafos e agradecimentos de seguidores e seus familiares sobre aceitação. Sustentar essa postura, porém, nem sempre é fácil. “Na época das últimas eleições, recebi ameaças do tipo ‘vou fazer isso ou aquilo com você, sua sapatão’”, recorda-se Nanda. Assustada, ela optou por se afastar das redes, numa fuga que logo foi notada pelos fãs. “Quando respondia que estava difícil porque estava sendo ameaçada, eles diziam: ‘Se está assim para você, imagina para nós?’. Foi aí que entendi a importância de falar. Pode não ser relevante para você, hétero privilegiado, que vive num determinado meio, mas para a galera que me acompanha e me apoia é. Então, vou defendê-la. É uma troca.”