'Não estou interessado', diz Bolsonaro sobre cargo de 'senador vitalício'

Bolsonaro afirmou no Flow Podcast que não 'está interessado' em qualquer proteção ou imunidade vinda de um cargo de senador vitalício ou algo semelhante. (Foto: Reprodução/YouTube/FlowPodcast)
Bolsonaro afirmou no Flow Podcast que não 'está interessado' em qualquer proteção ou imunidade vinda de um cargo de senador vitalício ou algo semelhante. (Foto: Reprodução/YouTube/FlowPodcast)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que não "está interessado" em qualquer cargo que lhe conceda imunidade ou uma possível blindagem caso perca as eleições presidenciais em 2022.

A ideia de criar um cargo de "senador vitalício" para ex-presidentes chegou a ser articulada por políticos do Centrão no ano passado.

"Não estou interessado nisso. (Porque) vão dizer que eu estou pedindo arrego, que eu 'peidei na farofa. Não tenho interesse. O que eu não quero meu país indo pra esquerda, que embarque no trenzinho Cuba, Chile, Venezuela, Colômbia", afirmou Bolsonaro, em entrevista ao Flow Podcast, na noite desta segunda-feira (8).

Em outubro de 2021, lideranças do Centrão trabalhavam na elaboração de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) para criar o cargo de “senador vitalício” que beneficiaria todos os ex-presidente da República.

A articulação seria dos partidos do Centrão, com o objetivo de evitar que Bolsonaro perca a imunidade parlamentar, caso não consiga ser reeleito. Sem o foro privilegiado, Bolsonaro corre o risco de responder por crimes dos quais é suspeito.

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

Bolsonaro no Flow

Bolsonaro concede entrevista ao Flow Podcast após agenda na capital paulista — Bolsonaro se reuniu nesta segunda (8) com executivos da Febraban (Federação Brasileira de Bancos). O atual chefe do Executivo é o primeiro presidenciável entrevistado no podcast.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) já foram convidados para participar do programa no período pre-eleitoral, mas ainda não há confirmação de datas.

Na sexta-feira (5) passada, Bolsonaro decidiu que irá aos estúdios da TV Globo no Rio de Janeiro dar uma entrevista ao Jornal Nacional. Lula, Ciro e Tebet também serão entrevistados pelo jornal.

O desejo de Bolsonaro era ser sabatinado no Palácio da Alvorada, em Brasília, contrariando as regras da TV Globo, que irá entrevistar os candidatos do PT, do PDT e do MDB nos estúdios do canal.

A emissora esclareceu que foi decidido, desde as eleições de 2014, que todas as entrevistas devem ser concedidas no mesmo local, para garantir igualdade de tratamento entre os candidatos.

O Jornal Nacional convidou os cinco candidatos mais bem ranqueados nas pesquisas, segundo a última pesquisa do Instituto Datafolha, do dia 28 de julho.