“Não há um ato de agressão à Constituição do presidente Bolsonaro”, diz Tarcísio

Tarcísio de Freitas foi escolhido por Jair Bolsonaro para concorrer ao governo do estado de São Paulo (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Tarcísio de Freitas foi escolhido por Jair Bolsonaro para concorrer ao governo do estado de São Paulo (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Candidato ao governo do estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (PL), padrinho político dele, nunca cometeu qualquer ato que infringisse a Constituição Federal brasileira.

Questionado sobre o ato no Largo São Francisco, em que foram lidas cartas a favor da democracia, Tarcísio declarou que considerou o movimento como “político-partidário”.

“(Foi) um movimento de oposição ao presidente Bolsonaro. Tanto o presidente quanto, a gente defende uma carta, que é a constituição, a Carta Magna, é essa que a gente jurou honrar e defender”, declarou o deputado bolsonarista em sabatina da rádio CBN e jornais Valor Econômico e O Globo.

“Não há um ato de agressão à Constituição por parte do presidente Bolsonaro. Não há ataque à democracia, não há risco à democracia. A gente vai passar por um processo eleitoral que vai ser 100% normal”, afirmou.

Sobre a reunião de Bolsonaro com embaixadores, quando o presidente mentiu sobre urnas eletrônicas e o processo eleitoral, Tarcísio afirmou encarar o fato como normal.

“Acho que tivemos ali o chefe do estado convocando embaixadores estrangeiros para colocar suas dúvidas e explicar porque ele tem dúvidas com relação a determinadas etapas do governo eleitoral.”

Tarcísio de Freitas afirmou estar comprometido com o respeito à Constituição Federal. “Isso é uma convicção inabalável, a gente via defender, sim, a nossa democracia. O Brasil é um país democrático e tem uma democracia vibrante”, prometeu.

Respeito a minorias

Tarcísio de Freitas reforçou o alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro e se mostrou tranquilo quanto ao voto “BolsoDrigo” – Bolsonaro para presidente e Rodrigo Garcia (PSDB) para governador. Segundo o candidato, o paulista está “vacinado” após o “BolsoDoria”.

Ao ser questionado sobre um alinhamento com o presidente no tema das minorias, diversas vezes ofendidas por Bolsonaro, Tarcísio negou que o presidente da República seja preconceituoso.

“Eu nunca vi o presidente, na minha frente, cometer um ato preconceituoso. Presidente tem amigos homossexuais, tem homossexual que frequenta o Palácio da Alvorada”, disse. “Nosso programa de governo e nossa linha de governar é uma linha da inclusão, da proteção social, de políticas pública voltadas a uma população vulnerável.”

Apesar de não haver menção no programa de governo a políticas para a população LGBTQIA+ e pessoas negras, Tarcísio falou em uma “política de inclusão”.

“O que eu lancei de programa de governo são diretrizes gerais. Eu tenho falado muito em inclusão. Tenho falado muito da participação das pessoas no nosso governo, eu sou um defensor dos direitos civis dos homossexuais. Vamos trabalhar muito para que essas pessoas possam viver livre do preconceito.”

Veja como foram as últimas pesquisas eleitorais de 2022:

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)