'Não vou vender a alma para ser presidente do Brasil', diz Ciro Gomes

'Não vou vender a alma para ser presidente do Brasil', diz Ciro Gomes (Foto: Agência Brasil)

“Não vou vender a alma para ser presidente do Brasil”, afirmou Ciro Gomes em entrevista exclusiva ao Yahoo! Notícias, nesta sexta-feira (31). No entanto, o ex-governador do Ceará e principal nome do PDT não escondeu seu interesse em ser o nome para enfrentar Jair Bolsonaro (sem partido) em 2022.

Durante entrevista, Ciro Gomes discorreu sobre questões como a crise do novo coronavírus, o governo de Jair Bolsonaro e as eleições de 2022. Uma das principais falas do também ex-ministro foi de encontro ao atual governo. “Genocida despreparado, o pior presidente do Brasil”, criticou.

Ciro Gomes também fez duras críticas a linha econômica de Paulo Guedes. “Não tem a menor ideia do que é esse bicho chamado Brasil”.

Na avaliação do ex-governador, haverá o maior déficit da história, pois o “povão todo está indo para a informalidade porque não confia mais [na Previdência]”.

Ciro Gomes acusou, em diversos momentos da entrevista, o envolvimento de Bolsonaro com milícias e com corrupção. Uma delas foi direcionada aos patrimônios do presidente.

“Como pode um deputado federal ter uma casa em um condomínio na Barra? Tudo ladrão”, disse durante live, referindo-se à casa do presidente Bolsonaro em um condomínio de luxo no Rio de Janeiro.

Leia também

Uma das justificativas para a popularidade de Bolsonaro, segundo ele, é a generosidade do povo brasileiro, que não sabe o que acontece nos bastidores do Congresso.

“O povo não sabe que Bolsonaro queria R$ 200 de auxílio emergencial e a gente [a oposição] fechou para R$ 600. Ou que a gente queria que logo de cara fosse pago até dezembro e o presidente era contrário”, completou.

Ainda houve tempo para Ciro Gomes rebater criticas sobre machismo e racismo. “Eu desafio um crítico meu dizer ‘ele no cargo tal, fez a seguinte arbitrariedade’. Eu me comporto”.

Para Ciro Gomes, por ter crescido no interior do Nordeste brasileiro, foi ensinado na cultura machista durante toda a vida. No entanto, lembrou que, enquanto prefeito de Fortaleza ou governador do Ceará, teve diversos feitos voltados para as mulheres, como a criação da Polícia Militar feminina no estado.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.