Incêndio em karaokê na China deixa 18 mortos e suspeito é preso

Xangai (China), 24 abr (EFE).- Uma pessoa foi presa, acusada de ser o suposto autor de um incêndio em um karaokê no município de Qingyuan, no sul da China, que deixou pelo menos 18 mortos, informaram nesta terça-feira fontes oficiais.

O incidente também deixou pelo menos cinco feridos e, segundo explicou a polícia local à agência oficial de notícias "Xinhua", desde o primeiro momento tinham suspeitas de que tivesse sido "cometido de propósito".

As investigações iniciais descobriram que um homem chamado Liu Chunlu tinha ficado ferido no incêndio, mas fugiu do local após, supostamente, ter causado o acidente.

Por isso, a polícia chegou a oferecer uma recompensa de 200 mil iuanes (cerca de US$ 32 mil) por informações que levasse à detenção de Liu, que aconteceu pouco depois.

A identidade do detido ainda não foi confirmada oficialmente, por isso ainda não se sabe se é a pessoa mencionada.

O incêndio foi aconteceu por volta das 0h30 (horário local, 13h30 de segunda-feira, em Brasília) e menos de 30 minutos depois já tinha sido extinto.

Os karaokês são muito populares na China e são uma parte muito importante da vida social do país. EFE