Nasa anuncia criação de grupo que estudará OVNIs e outros fenômenos

A Nasa anunciou nesta quinta-feira a criação de um grupo dedicado a estudar "fenômenos aéreos não identificados" de um ponto de vista científico, o que inclui tanto os Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) quanto a observação de eventos naturais no céu ainda desconhecidos.

Entenda: Câmara dos EUA faz audiência pública sobre OVNIs pela primeira vez em mais de 50 anos

No Dia Mundial da Ufologia: Após Congresso dos EUA, Senado brasileiro terá Sessão Especial para discutir OVNIs

OVNIs ou espionagem avançada?: O que está por trás do relatório do Pentágono sobre objetos voadores

A agência espacial americana aponta que, entre os objetivos do grupo, estará distinguir quais eventos observados são naturais. A nota da NASA ressalta ainda que não há indicativos que tais fenômenos possam ter como origem inteligência extraterrestre.

— A NASA acredita que as ferramentas de descoberta científica são poderosas e se aplicam aqui também. Temos acesso a uma ampla gama de observações da Terra a partir do espaço . Temos as ferramentas e a equipe que podem nos ajudar a melhorar nossa compreensão do desconhecido. Essa é a própria definição do que é ciência. Esse é o nosso trabalho — disse Thomas Zurbuchen, diretor de missões científicas da Nasa

A equipe será liderada pelo astrofísico da Universidade de Princeton, David Spergel. Segundo explica o cientista, o grande desafio inicial do grupo será identificar quais os dados são de interesse do estudo:

— Dada a escassez de registros, nossa primeira tarefa é simplesmente reunir o conjunto de dados mais robusto que pudermos. Estaremos identificando quais dados, de civis, de governos, organizações sem fins lucrativos, empresas, existem, e o que mais devemos tentar coletar e como melhor analisá-los —explicou Spergel.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos