NASA lança satélite para medir umidade do solo

A Nasa lançou neste sábado um novo satélite de observação terrestre para proporcionar mapas de alta resolução a cientistas que mostram a umidade no solo

A Nasa lançou neste sábado um novo satélite de observação terrestre para proporcionar mapas de alta resolução a cientistas que mostram a umidade no solo, com o objetivo de melhorar as previsões climáticas.

O observatório SMAP (Soil Moisture Active Passive) decolou com um foguete United Launch Alliance Delta II da base de Vandenberg, na Califórnia, às 6H22 locais (12H22 de Brasília), informou a agência espacial.

Os mapas de alta resolução que serão enviados aos cientistas devem ajudar nas previsões futuras, já que eles projetam secas severas e tempestades mais frequentes. Eles darão aos especialistas melhores ferramentas para prever como a vegetação e os cultivos se transformarão com o aquecimento do planeta.

A umidade do solo, assim como a do ar, tem um papel importante na previsão do tempo e no conhecimento dos ciclos da água e a dinâmica da mudança climática, segundo os cientistas da NASA.

"O receptor de bordo do satélite é extremamente sensível", disse Jeff Piepmeier, chefe do radiômetro Goddard Space Flight Center da NASA em Greenbelt, Maryland.

O SMAP é uma missão de 916 milhões de dólares que durará pelo menos três anos. É parte de um programa mais amplo de projetos científicos da Terra no espaço para compreender melhor a mudança climática e o aumento do nível do mar e o estado das reservas de água doce no planeta, explicou a chefe da missão da NASA.