NASA: partes do foguete da missão Artemis 1 caíram durante o lançamento

NASA: partes do foguete da missão Artemis 1 caíram durante o lançamento (Foto : Paul Hennessy/Anadolu Agency via Getty Images)
NASA: partes do foguete da missão Artemis 1 caíram durante o lançamento (Foto : Paul Hennessy/Anadolu Agency via Getty Images)
  • Funcionários da NASA afirmaram que algumas peças podem ter caído do Sistema de Lançamento Espacial (SLS);

  • O foguete impulsiona a primeira missão Artemis em direção à Lua;

  • Porta-vozes da agência espacial dizem que não há qualquer risco relacionado à queda dos objeto.

Funcionários da NASA afirmaram que algumas peças podem ter caído do Sistema de Lançamento Espacial (SLS) enquanto impulsionava a primeira missão Artemis em direção à Lua na madrugada desta quarta-feira (17). Apesar disso, porta-vozes da agência espacial dizem que não há qualquer risco relacionado à queda dos objetos.

Pelo menos dois funcionários da NASA comentaram sobre a possível "liberação de detritos" de pedaços do foguete. De acordo com uma publicação do SpacePolicyOnline, caso foi confirmado pelo gerente da missão Artemis, Michael Sarafinque que disse que "havia alguma indicação de que tivemos liberação de detritos no início da subida", mas que, no entanto, é "muito cedo para dizer com certeza."

Os fortes ventos do furacão Nicole danificaram aproximadamente três metros da calafetagem isolante chamada RTV, projetada para suavizar uma pequena lacuna no exterior da cápsula Orion, na última quinta-feira (10). Após avaliarem o incidente, os técnicos da NASA decidiram manter o lançamento, mesmo com os danos causados.

De acordo com um post no Twitter do repórter espacial da CNBC Michael Sheetz, publicado poucas horas antes da decolagem, o apresentador da NASA TV Derrol Nail informou que a equipe de lançamento sinalizou uma “possível libertação” do RTV. “Há um sensor que está solto e é provável que caia após o lançamento”, teria dito Nail, de acordo com Sheetz.

Ainda de acordo com a publicação de Sheetz, o lançamento missão foi mantida pela NASA após a situação ter sido classificada como não grave.

“Supondo que o RTV se solte”, disse Sheetz, “espera-se que atinja uma estrutura rígida do adaptador em forma de cone entre a Orion e o ICPS que possa suportar o impacto”.