Nasa pede a SpaceX para transportar próximo telescópio espacial

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SpaceX realizando o lançamento de astronautas da Nasa para a Estação Espacial (Joel Kowsky/NASA via Getty Images)
SpaceX realizando o lançamento de astronautas da Nasa para a Estação Espacial (Joel Kowsky/NASA via Getty Images)
  • Telescópio da próxima geração irá trabalhar em conjunto com o James Webb;

  • Nasa e SpaceX trabalham em conjunto já há alguns anos;

  • Não se sabe porque a empresa de Musk escolheu utilizar o modelo Falcon para o lançamento.

A Nasa escolheu oficialmente a SpaceX, empresa de lançamentos espaciais de Elon Musk, para realizar o transporte do próximo telescópio espacial, chamado de Nancy Grace Roman, em 2026.

O telescópio de próxima geração foi nomeado em homenagem à primeira chefe de astronomia da Nasa, falecida em 2018, que ficou famosa por defender os programas de observatórios espaciais, tendo ficado conhecida como "mãe do Hubble".

Primeiramente conhecido como Wide Field InfraRed Survey Telescope (Wfirst, ou Telescópio de Pesquisa em Campos Largos Infravermelhos), o telescópio contará com um espelho de 2,4 metros de diâmetro, o mesmo tamanho daquele utilizado pelo Hubble.

A ideia é que o Nancy Grace Roman, capaz de escanear amplas faixas no espaço em infravermelho, trabalhe em conjunto com o James Webb, que possui uma visão mais profunda e estreita.

Parceria SpaceX e Nasa

Essa não é a primeira parceria entre a agência espacial governamental e a empresa de Elon Musk. Ambas já realizaram inúmeros lançamentos em conjunto no passado, sendo a SpaceX uma das principais transportadoras de carga e pessoas para a ISS, a Estação Espacial Internacional.

Com lançamento previsto para outubro de 2026, para levar o telescópio espacial à órbita a SpaceX optou pelo foguete Falcon Heavy, que pode levantar entre 57 e 64 toneladas de carga útil na órbita terrestre baixa.

Entusiastas e cientistas, no entanto, estranharam a escolha, não entendendo porque as organizações não escolheram a Starship para efetuar o lançamento. O modelo, que possui o propulsor Super Heavy é o maior foguete do mundo, mas ainda está em desenvolvimento. Segundo a empresa, ele estará pronto bem antes de 2026 e será capaz de levantar uma carga de até 150 toneladas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos