Nasa: primeiras imagens do telescópio James Webb são divulgadas

·2 min de leitura
Primeira imagem fotografada pelo telescópio James Webb. Imagem: James Webb Space Telescope/Nasa
Primeira imagem fotografada pelo telescópio James Webb. Imagem: James Webb Space Telescope/Nasa
  • Telescópio permitirá observar galáxias distantes de nós no espaço-tempo;

  • Foto tirada pelo James Webb foi apenas um teste de calibragem de seus espelhos;

  • Devido a seu tamanho, telescópio foi enviado ao espaço dobrado como um origami.

A Nasa, agência estadunidense, divulgou na sexta-feira, 11, a primeira imagem fotografada pelo James Webb, seu mais novo telescópio. Suas lentes miraram a estrela HD 84406 da constelação Ursa Maior.

A princípio a imagem pode parecer um tanto quanto estranha e desfocada, o que não é o esperado do telescópio enviado para tirar imagens em alta resolução do espectro infravermelho. Isto é porque a foto tirada nesta sexta se trata apenas de um teste para alinhamento do espelho primário do aparelho.

Realizado num total de 25 horas, o teste consistiu em apontar as lentes para 156 posições diferentes em busca da estrela. Segundo a Nasa, as posições foram definidas a partir de onde o time de astrônomos previa que a estrela deveria estar.

O resultado foi este acima, uma série de 18 pontos brilhantes no espaço. Todos são a mesma estrela refletida em 18 espelhos de sua câmera.

O objetivo do teste é alinhar, pouco a pouco, os espelhos, para que as 18 imagens diferentes formem uma única fotografia, ao invés de uma colagem.

James Webb promete novos entendimentos do espaço sideral

O grande diferencial do telescópio James Webb está no seu tamanho, nas suas lentes e na sua altitude. Para começar, ele é quase 3 vezes maior que o Hubble, seu antecessor, e teve de ser enviado dobrado como um origami ou um transformer. Quando todo aberto, o telescópio terá o tamanho de uma quadra de tênis.

Sua lente, por sua vez, foi projetada para capturar a luz infravermelha, espectro em que chegam as luzes mais distantes de nós. Como isso, será possível observar objetos mais longes no espaço-tempo e com sorte, observar o espaço sideral em seu estágio inicial.

Por fim, o telescópio foi lançado a uma altitude de 1,5 milhões de quilômetros da Terra, o que impede qualquer tripulação de consertá-lo. Em comparação, o Hubble foi lançado a apenas 55 quilômetros e contou com diversas equipes de manutenção.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos