Malásia repatria mais corpos de passageiros do avião que caiu na Ucrânia

Bangcoc, 24 ago (EFE).- A Malásia repatriou neste domingo os restos mortais de outros três cidadãos do país que viajavam a bordo do avião da Malaysia Airlines que caiu no dia 17 julho no leste da Ucrânia, depois que foram identificados pelos legistas na Holanda.

Pessoal militar descarregou os três caixões envolvidos na bandeira nacional do avião no qual foram levados de Amsterdã para o aeroporto de Kuala Lumpur, onde foram recebidos com uma breve cerimônia.

Este é o segundo contingente de vítimas que a Malásia repatria após os restos das primeiras 20 que chegaram na sexta-feira passada em um dia de luto nacional.

No total, 43 malaios viajavam no voo MH17 entre Amsterdã e Kuala Lumpur que foi derrubado por um míssil com 298 pessoas a bordo, enquanto sobrevoava o leste da Ucrânia.

Este foi o segundo desastre aéreo este ano da companhia, após o desaparecimento do voo MH370, que cobria a rota entre Kuala Lumpur e Pequim com 239 pessoas a bordo, sem que por enquanto tenha sido encontrado o avião.

Uma equipe internacional retomará no mês que vem a busca em uma região do sul do oceano Índico onde os especialistas acreditam que o avião caiu após se desviar de sua rota devido a uma "ação deliberada". EFE