Natália Deodato pretendia formar trisal com Maria e Eli no 'BBB': 'Precisava permanecer no jogo'

A ex-BBB Natália Deodato falou, pela primeira vez, sobre diversas experiências que viveu durante o "Big Brother Brasil 22". De baldada na cabeça até estratégia dentro do jogo, a mineira revelou que, seu objetivo inicial, era formar um trisal com Maria e Eliezer para se manter no programa.

"Meu intuito era criar um trisal: eu, o Eli e a Maria. Era minha ideia. No dia que eu beijei o Eli eu falei: 'Maria, me dá um beijo'. E ela me deu um selinho. Mas ela ficou meio sentida, porque achou que foi escondido. Aí veio o lance da baldada e eu fiquei muito frágil e sensível", revela a ex-BBB durante um episódio do "Link Podcast".

"Maria fopi expulsa, fiquei super mal e pensei 'se eu não me segurar, na sétima semana eu que rodo'. Então comecei a ficar com Eli. Isso me tirou um pouco dos votos do peso do Lollipop e consegui ir permancenedo na casa", conta Natália.

Ao ser questionada sobre seu envolvimento com o companheiro de reality Eliezer, ela afirma ter certeza que, por parte do atual namorado da influenciadorta Viih Tube, o romance também foi apenas uma questão de jogo. "Não tenho dúvidas que foi safadeza, mas foi bastante estratégia também", dispara.

No podcast, a mineria também abriu o jogo sobre as questões que envolveram a baldada que eliminou a cantora Maria do reality. Na ocasião, durante um jogo da discórida no programa no qual os participantes jogavam um baldes d'água uns nos outros, Maria bateu com o objeto na cabeça de Natália e foi expulsa por agressão.

"Não fiquei triste por ter levado a baldada, o balde foi apenas um adendo. Naquela noite me senti constrangida, perdi meu senso de valor e de merecimento. Aí comecei a ficar triste, a me isolar, a beber mais nas festas", conta a ex-participante.