Natália Klein revela sofrer de ansiedade crônica: 'Bem difícil viver dentro da minha cabeça'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O trabalho de Natália Klein por trás e frente às câmeras ganhou ainda mais projeção e reconhecimento com "Maldivas", sucesso da Netflix criado por ela e coprotagonizado com Bruna Marquezine, Manu Gavassi, Carol Castro e Sheron Menezzes. Apesar de se definir uma "psicótica, porém adorável" na internet, a atriz e escritora nega que tenha esse transtorno, mas revela sofrer de ansiedade crônica.

"Definitivamente sou neurótica e sofro de ansiedade crônica. Tem dias que é bem difícil viver dentro da minha cabeça, mas, sem dúvida nenhuma, esses traços são revertidos em situações divertidas nos projetos que eu crio e escrevo", comentou ela em entrevista exclusiva à ELA.

A atriz ainda contou detalhes sobre os bastidores e como foi atuar junto ao quarteto que estrela a produção: "Elas são muito talentosas e muito profissionais. A convivência foi super tranquila e divertida. Nossos camarins eram apartamentos vazios no condomínio onde a série foi gravada. Teoricamente, só podiam ficar duas pessoas por apartamento por causa dos protocolos de Covid-19, mas a gente burlava para fofocar e almoçar juntas", relembra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos