Natal de 2020 será mais decorado: brasileiros estão comprando mais enfeites

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo
Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo

Devido à pandemia do novo coronavírus, o Natal de 2020 vai ser diferente: menos pessoas vão optar por viagens, passando a data em casa para evitar aglomerações. Por causa disso, muitos brasileiros decidiram investir mais em uma decoração típica.

O presidente do Centro Comercial Saara, Eduardo Blumberg, afirma que os lojistas já estão preparados e otimistas:

— Acredito que as pessoas vão comprar mais itens na segunda quinzena deste mês. Mas há quem já esteja montando a árvore logo.

De acordo com a Associação Brasileira de Artigos para Casa, Decoração, Presentes, Utilidades Domésticas, Festas e Flores (ABCasa), no início da pandemia, houve um pouco de insegurança por causa dos cortes de postos de trabalho e redução de produção.Após esse período, no entanto, o mercado foi se reaquecendo pela demanda das pessoas que passaram a enxergar suas casas com um novo olhar. Como consequência, muitos associados da ABCasa bateram recordes de vendas nesse período e esperam crescimento ainda maior para os próximos meses, especialmente motivado pelo Natal.

Na Camicado do NorteShopping, as árvores grandes da loja, com 2,1 metros, que sem os itens decorativos custam R$ 699,99, esgotaram ainda no mês de outubro. Em anos anteriores, a procura era maior pelas de pequeno porte. Outro produto campeão de vendas que aguarda reposição é o presépio Globo Noel, que sai por R$ 159,99.

— O ano foi muito difícil e nossos clientes estão em busca de mais beleza para a data, investindo pesado na decoração — conta Daniele Teixeira, gerente da Camicado: — A nossa loja também vende pelo Whatsapp e entrega por drive thru e delivery. Com essa procura alta, a expectativa para vendas de fim de ano é muito boa.