Naufrágio no leste do Congo causa pelo menos duas mortes; dezenas de pessoas podem estar desaparecidas

·1 min de leitura

GOMA, República Democrática do Congo (Reuters) - Pelo menos duas pessoas se afogaram e dezenas podem estar desaparecidas, após um barco naufragar nesta quinta-feira no lago Kivu, no leste da República Democrática do Congo, afirmaram o ministro do Transporte e um representante da sociedade civil da região.

O barco a motor atingiu uma pedra e virou às 9h (horário local). As autoridades enviaram uma equipe ao local para descobrir quantas pessoas estavam a bordo, afirmou o ministro Alimasi Malumbi Mathieu.

Acidentes de barco com vítimas são comuns no Congo, que tem poucas estradas pavimentadas em seu vasto território repleto de florestas e onde navios frequentemente transportam pessoas além de suas capacidades.

O ministro disse que dois corpos foram recuperados da água até agora, mas não especificou quantas pessoas as autoridades acreditam que ainda estão desaparecidas.

O líder do grupo da sociedade civil em Kalehe, comunidade à beira do lago, Delphin Birimbi, disse que voluntários haviam contado 15 corpos quando a busca foi suspensa à noite devido às fortes chuvas.

Sessenta pessoas foram resgatadas e cerca de 40 estavam desaparecidas, disse Birimbi, pelo telefone.

Teme-se que dezenas de pessoas tenham se afogado em acidentes similares no lago Kivu em janeiro e em junho.

(Reportagem de Fiston Mahamba and Djaffar Al Katanty)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos