Navalny perde novo recurso

Um tribunal russo rejeitou esta terça-feira o recurso de Alexei Navalny sobre a decisão de uma colónia penal de descrever o principal opositor de Vladimir Putin como "uma pessoa inclinada a cometer crimes de natureza terrorista ou extremista".

"Subscrevo cada palavra do recurso. Penso que fui colocado nesse registo ilegalmente, tanto processualmente como por definição e, claro, é a definição o que mais me incomoda. Não compreendo por que razão fui rotulado não só como extremista, mas também como terrorista", declarou Navalny.

Em março, o ativista russo de 45 anos foi condenado a nove anos de prisão por fraude e ofensas ao tribunal. O opositor de Putin considera as acusações "fictícias" e "comandadas" pelo Kremlin para o manter na prisão. Em junho de 2021 todos os organismos que fundou, em vários pontos do país, foram designados "extremistas" e proibidos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos