Navio bate na Ponte Rio-Niterói: O que se sabe da interdição da via

Motoristas aguarda reabertura da ponte Rio-Niterói após colisão de embarcação que resultou no fechamento da via - Foto: Reprodução
Motoristas aguarda reabertura da ponte Rio-Niterói após colisão de embarcação que resultou no fechamento da via - Foto: Reprodução

Um navio à deriva colidiu com a estrutura da ponte Rio-Niterói no início da noite nesta segunda-feira (14), véspera de feriado da Proclamação da República. Por conta da colisão, os dois sentidos da via foram interditados preventivamente.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro, o navio estava abandonado e a âncora não resistiu à pressão do vento.

A Guarda Portuária e uma equipe da Polícia Rodoviária Federal estão no local. Por volta das 19h40, rebocadores que trabalham no resgate da embarcação conseguiram afastar o navio da estrutura da ponte.

Segundo a Ecoponte, houve colisão leve da embarcação com o guarda corpo da ponte. Equipes estão seguindo para verificar se houve danos na base da ponte e na via de rolamento para a liberação do trânsito, informou a concessionária.

Um vídeo gravado de dentro de um veículo que passava pelo local mostra o momento em que a embarcação atinge a ponte, provocando um forte impacto, por volta das 18h30.

Fortes ventos atingiram a cidade, que está em estágio de mobilização deste o início da tarde. De acordo com o Alerta Rio, houve registro de vento forte nos aeroportos do Galeão (57,4 km/h) e Santos Dumont (53,7km).

O fechamento da ponte Rio-Niterói já causa reflexos no trânsito na capital fluminense, principalmente nos acessos à via, como Avenida Brasil, Linha Vermelha e BR-101.

A CCR Barcas informou que "está preparada para atender um possível aumento de demanda na linha Arariboia (Rio-Niterói-Rio), com a realização de viagens extras, em função do fechamento da ponte Rio-Niterói").