Navio onde viajava canadense que morreu vítima de Covid-19 é liberado pela Anvisa para seguir viagem

Célia Costa

O navio de cruzeiro Silver Shadow recebeu a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e deve deixar o porto de Recife na tarde desta quinta-feira. A embarcação estava atracada no porto da capital pernambucana desde o dia 12 de março e permaneceu em quarentena até esta quarta-feira devido a dois casos de Covid-19 que foram identificados a bordo. Um deles, o de um canadense, de 79 anos, que morreu em decorrência da doença. A Anvisa disse que, mesmo com a morte, a embarcação será liberada.

O turista, que morreu na madrugada desta quinta-feira, foi atendido depois que apresentou sintoma da doença no mesmo dia e foi levado a um hospital particular do Recife, onde houve confirmação de que ele foi infectado pelo novo coronavírus. Ele foi retirado da embarcação junto com a mulher. Num primeiro momento, ela não apresentou sintomas, mas testou positivo para a doença.

O navio ficou isolado no Porto do Recife com cerca de 600 pessoas, entre passageiros e tripulantes. A última inspeção no navio foi feito pela Anvisa nesta quarta-feira, quando se completou o período de 14 dias de quarentena. A liberação foi comunicada para a capitania dos portos e ao porto do Recife para que a embarcação possa seguir viagem.

Segundo a Anvisa, somente a tripulação permanece a bordo já que todos os passageiros foram desembarcados ao longo do último fim de semana e seguiram direto para o aeroporto do Recife para retornar aos seus locais de residência.

Ainda não há informação se os tripulantes brasileiros e sul americanos vão desembarcar ou seguir viagem com o navio.