Navios levarão combustível do Irã ao Líbano, diz Hezbollah; gasolina sobe 66%

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BEIRUTE (Reuters) - O líder da organização apoiada pelo Irã, o Hezbollah, Hassan Nasrallah, disse neste domingo que navios transportando combustível iraniano seguirão para o Líbano, para diminuir a escassez do produto.

Nasrallah disse que o grupo não estava tomando o lugar do Estado ao comprar o combustível.

O primeiro navio sairá do Irã para o Líbano no domingo, e outros farão a viagem posteriormente, disse ele.

Os rivais do Hezbollah no Líbano alertaram para consequências do movimento, dizendo que há risco de sanções serem impostas a um país cuja economia está em colapso há quase dois anos.

O governo libanês anunciou no domingo aumento dos preços da gasolina em 66%, após uma redução dos subsídios aos combustíveis, já que busca aliviar a escassez que paralisou o país.

O aumento nos preços da gasolina IO95 entraria em vigor imediatamente, disse o governo em um comunicado.

Isso segue a decisão do Estado no sábado de alterar a taxa de câmbio usada para precificar os produtos de petróleo.

A crise do combustível piorou este mês quando o banco central disse que não poderia mais financiar as importações de combustível a taxas de câmbio altamente subsidiadas e que mudaria para as taxas de mercado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos