NBA: Com Lakers e Nets protagonistas, mercado tem veteranos em movimento e volta de aposentadoria; confira as principais negociações

·3 minuto de leitura

O título do Milwaukee Bucks na última temporada mexeu com os principais centros da NBA. Depois de um mercado parado em meio ao calendário de competições, as trocas e contratações enfim voltaram a se aquecer na offseason. Com início da temporada marcado para o próximo dia 19, Lakers e Nets se enfrentam hoje, na abertura da pré-temporada, às 16h30. As franquias foram protagonistas de negociações que tiveram craques veteranos em intenso movimento.

A Califórnia foi o principal ponto de desembarque de nomes experientes: Carmelo Anthony (37 anos), Trevor Ariza (36), Rajon Rondo (35) e Dwight Howard (35) são alguns dos nomes que chegaram aos Los Angeles Lakers. Alguns, velhos conhecidos. Vindo de uma temporada frustrante, com eliminação prematura nos playoffs, os Lakers são a grande incógnita da temporada. Do antigo elenco, ficaram apenas LeBron James, Anthony Davis e o jovemTalen Horton-Tucker, em uma reforma geral promovida pelo GM Rob Pelinka.

Chegaram outros nomes experientes como DeAndre Jordan, Kent Bazemore e Wayne Ellington, além dos sólidos armadores Kendrick Nunn e Malik Monk, mas o principal movimento do mercado foi a contratação de Russell Westbrook. Colecionador de recordes individuais mas ainda em busca de um anel de campeão, o armador de 32 anos é peça central para que a engrenagem desse Lakers funcione.

— Meu trabalho é elevar o jogo de LeBron e AD, garantir que eles estejam competindo em alto nível, além de fazer meus companheiros melhores — disse Westbroook.

Nets se reforçam

DeMar DeRozan e Kyle Lowry, que já formaram grande dupla no Toronto Raptors, também mudaram de casa. Lowry, 35 anos, apostou no Miami Heat de Jimmy Butler, que também garantiu o ala PJ Tucker, campeão com os Bucks na temporada passada.

— O Lowry tem a cara do time. Ele e o Tucker são jogadores com um DNA defensivo, característica muito forte de raça e entrega. Podem encaixar muito bem, é um time para ficar de olho — avalia Marcelinho Machado, comentarista do SporTV.

Já DeRozan, 32, que passou as últimas três temporadas sem grandes pretensões no San Antonio Spurs, é mais uma das apostas do Chicago Bulls em um elenco montado para levar a franquia de volta à competitividade, incluindo novos nomes como o armador Lonzo Ball e o pivô Nikola Vucevic — que chegou na metade da temporada 2020/21.

A franquia que segue com os planos mais ambiciosos, porém, é o Brooklyn Nets. O vice-campeonato da Conferência Leste doeu nos comandados de Steve Nash, e a casa das estrelas Kevin Durant, James Harden e Kyrie Irving conseguiu manter a valiosa base e ainda trazer Patty Mills, que segue um dos mais produtivos armadores da NBA mesmo aos 33 anos. Os Nets também voltam a receber o ala-pivô LaMarcus Aldridge, que obteve autorização médica e se “desaposentou” aos 36 anos.

— Os Lakers estão reforçados com o Westbrook, mas o principal é ter Davis e LeBron 100%. Da mesma forma o Brooklyn, que teve problemas de lesão com o Harden e o Kyrie. Se eles estiverem 100%, serão as principais armas da equipe. Se reforçaram ainda mais com a volta do Aldridge, um jogador muito experiente, que vai ajudar bastante — diz Marcelinho, que aponta, além de Lakers e Nets, os Bucks como favoritos.

— Acho que vêm ainda mais fortes. É um time muito bem montado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos