NBA: Playoffs começam neste sábado, com as surpresas Jazz e Suns à prova; confira os principais jogos

·5 minuto de leitura

Não dá tempo nem de piscar. Logo após o fim do emocionante torneio play-in, uma espécie de repescagem, a NBA abre hoje sua principal atração na temporada: os playoffs, a fase mata-mata da liga. A partir das 15h , a bola laranja já quica com o primeiro jogo entre Milwaukee Bucks e Miami Heat, pela Conferência Leste. O SporTV transmite.

Quem imaginaria que, ao final da temporada regular, o campeão Los Angeles Lakers lutaria até o fim para ir aos playoffs e enfrentar um Phoenix Suns vice-líder de Conferência Oeste, de volta ao mata-mata após dez anos? Nesse improvável confronto de início de pós-temporada, vale ficar de olho no primeiro duelo entre Chris Paul e LeBron James no mata-mata. Grandes amigos fora de quadra, os experientes jogadores são líderes de suas equipes. CP3 tem médias de 16,4 pontos e 8,9 assistências por partida, enquanto LeBron, herói dos Lakers na partida contra os Warriors, pelo play-in, chega a 25 pontos e 7,8 assistências por jogo em média.

— É algo bonito. Nossas jornadas, nós jogamos esse jogo em alto nível há muito tempo — comemorou LeBron.

Além dos veteranos e do astro Anthony Davis, dos Lakers, vale ficar de olho nos bons valores jovens que estarão em quadra. O armador Devin Booker (24 anos) é a principal força ofensiva dos Suns, com 25,6 pontos por jogo, importância que divide com o pivô DeAndre Ayton (22 anos), que registra média de 10,5 rebotes obtidos por partida. Pelo lado dos angelinos, o armador Talen Horton-Tucker, de apenas 20 anos, tem se destacado nos minutos em que ganhou na reta final.

Jazz joga por música

Ainda no Oeste, uma das principais atrações será outra surpresa, o Utah Jazz. Dona da melhor campanha da conferência, a equipe de Donovan Mitchell e o novamente finalista a Defensor do Ano Rudy Gobert conseguiu a proeza de cravar dois jogadores entre os finalistas ao prêmio de “Melhor Sexto Homem” da liga — o reserva que mais causa impacto quando sai do banco. As indicações de Jordan Clarkson e Joe Ingles são prova da força coletiva da equipe, que desde 2007 não passa das semifinais de conferência.

— Não importa se ele está com zero ou 10 pontos, ele continua arremessando. E é isso que queremos dele — diz o o ala Bojan Bogdanovic sobre Clarkson, que chegou a fazer 40 pontos saindo do banco, em fevereiro.

O adversário será o Memphis Grizzlies, que derrubou o Golden State Warriors no último e mais disputado jogo do play-in, já na madrugada deste sábado. A equipe de Ja Morant, autor de 35 pontos na partida, fez duas exibições de aplicação tática e conseguiu anular Spurs e Warriors — apesar dos 39 pontos de Curry — no caminho mais difícil aos play-offs.

Jokic e Embiid em quadra

Com a queda de Curry, quem quiser acompanhar os finalistas ao prêmio de MVP que ainda estarão em quadra na temporada certamente verá partidas de equipes sólidas.

Dono da terceira melhor defesa e da melhor campanha do Leste, o Philadelphia Sixers tem não só o pivô Joel Embiid como arma, como também o armador Ben Simmons, finalista ao prêmio de melhor Defensor do Ano, guardando o perímetro da equipe. Alguns dos números que chamam atenção incluem os 28,5 pontos por jogo em média para o camaronês e os 1,6 roubos de bola por partida de Simmons

A equipe pega o Washington Wizards, que tem o recordista de triplos-duplos Russell Westbrook, o vice-cestinha Bradley Beal e o destaque brasileiro Raulzinho. A franquia da capital norte-americana suou para chegar ao mata-mata: bateu os Pacers em bom jogo de seus armadores após ver seu setor ofensivo anulado na derrota para o Boston Celtics.

O Denver Nuggets de Nikola Jokic, autor de 26,4 pontos e 8,3 assistências por jogo, deve fazer confronto equilibrado com os Blazers. Sem o armador Jamal Murray, machucado, ficará nas mãos do "Joker" e de Michael Porter Jr., finalista do prêmio de maior evolução da NBA, ditar o ritmo e manter marcação compactada, respectivamente.

— Claramente, Jokic é o MVP deste ano. Ele manteve o alto nível do início ao fim da temporada, faz seus companheiros melhores e tudo funciona. Eles perderam Jamal e nem sentiram. É o que mostra o quão bom ele é — sentenciou Steve Nash, técnico do Brooklyn Nets, no último dia 9.

A equipe de Nash é outra atração do mata-mata. Com as estrelas Kevin Durant, Kyrie Irving, James Harden e Blake Griffin saudáveis para atuarem juntos, a promessa de uma das rotações mais fortes da liga é de show e muitas dificuldades para o tradicional Boston Celtics.

Vale lembrar que os Nets não terminam uma partida com menos de 100 pontos desde o dia 24 de Março, quando perderam por 118 a 88 para o Utah Jazz. A franquia nova iorquina encerrou a temporada regular com o segundo melhor ataque do Leste (118.6 pontos por partida), atrás apenas do Milwaukee Bucks (120.1).

Confira o calendário e onde assistir aos primeiros jogos dos playoffs da NBA:

Sábado:

15h - Milwaukee Bucks x Miami Heat (SporTV, Youtube)

17h30 - Los Angeles Clippers x Dallas Mavericks (Sportv, Youtube)

21h - Brookly Nets x Boston Celtics (ESPN)

23h30 - Denver Nuggets x Portland Trail Blazers (ESPN)

Domingo:

14h - Philadelphia Sixers x Washington Wizards (Sportv)

16h30 - Phoenix Suns x Los Angeles Lakers (ESPN)

20h - New York Knicks x Atlanta Hawks (ESPN)

22h30 - Utah Jazz x Memphis Grizzlies (Sportv, Band)