NBA segue Liga dos Campeões e planeja ter torneio mata-mata durante a temporada regular

·2 min de leitura

Grandes ligas esportivas sempre estão de olho no que as outras fazem para atrair mais público e com a NBA não é diferente. A liga de basquete profissional pretende ter sua copa a partir da próxima temporada. Inspirada na Liga dos Campeões, principal competição do futebol europeu, o formato colocaria 30 franquias em disputa, sendo que as oito primeiras colocadas entrariam no mata-mata, em jogo único, até sair o campeão.

Segundo o jornalista especializado em NBA Adrian Wojnarowski, a ideia seria de que a competição seja disputada no fim do ano, acontecendo antes do Natal, fazendo com que a temporada regular da NBA tenha menos jogos, passando de 82 para 78. Tudo isso ainda é um sonho do comissário Adam Silver, primeiro no comando das grandes decisões da liga, mas a proposta já está na mesa da NBA Players Association.

O sucesso dos torneios da temporada no futebol europeu intrigou o comissário, que acredita que jogadores e torcedores ficariam entusiasmados com o torneio e sua duração. A ideia vem ganhando força há alguns anos, e o sucesso inicial e a aceitação do torneio play-in parecem ter construído uma ponte para a liga intensificar os planos para o evento.

Anteriormente, havia certa apreensão com a ideia entre os proprietários de grandes mercados, principalmente das franquias que geram maiores fluxos de receita de jogos em casa. As equipes expressaram preocupação em absorver as perdas de curto prazo, renunciando a duas datas lucrativas, especialmente quando esses jogos podem valer entre US$ 2,7 milhões e US$ 4 milhões para as equipes de maior volume no mercado.

Outro atrativo seria a premiação dada aos atletas, sendo que cada astro do time campeão receberia US$ 1 milhão (R$ 5,6 milhões), com a possibilidade de aumentar o valor. Já a NBA vê a competição com bons olhos, pois poderia render bons contratos de publicidade e com as emissoras de TV.

O principal obstáculo seria o interesse das grandes equipes da NBA, porque cortar a temporada regular significaria a perda de vários milhões de dólares de renda que poderiam ser obtidos com a venda de ingressos nos seus ginásios. Diminuindo a quantidade de jogos da temporada regular, menos lucrariam as franquias.

Para o comissionário Adam Silver, existe uma solução para esses problemas. Assim como as principais competições europeias de futebol, paralelas às ligas nacionais, acredita que o novo torneio seria um grande sucesso econômico e de público.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos